SOLIDÃO E TRANSGRESSÃO: LITERATURA DE MULHERES NO JAPÃO CONTEMPORÂNEO

SOLIDÃO E TRANSGRESSÃO: LITERATURA DE MULHERES NO JAPÃO CONTEMPORÂNEO

com Aparecida Vilaça

Ainda hoje, o lugar ocupado pelas mulheres no Japão urbano paga tributo a um longo histórico de rígidas tradições sociais que as preparam desde crianças para o casamento. Os dramas cotidianos em torno dessa situação, mas também as experiências transgressoras diante dela, deixam marcas visíveis na literatura de autoria feminina no país. 
De perspectivas conjuntas, literária e antropológica, este curso propõe uma introdução às obras de quatro premiadas autoras japonesas contemporâneas que têm livros publicados no Brasil: Sayaka Murata (autora de Minha Querida Konbini e Terráqueos), Yoko Ogawa (A Fórmula Preferida do Professor e A Polícia da Memória), Hiromi Kawakami (A Valise do Professor) e Natsuo Kirino (Do Outro Lado e Grotescas). Cada encontro tratará da obra de uma das autoras, com a análise de  suas principais características estilísticas e atenção ao modo como tratam dos temas comuns a todas elas: a solidão e a transgressão.

 

*Quem se inscreve no curso tem 30% de desconto nas obras de literatura japonesa da loja virtual da editora Estação Liberdade

Datas

12, 19, 26 de janeiro
e 2 de fevereiro, quartas

Horário

19 às 21h

Plataforma

Zoom

Atenção: Até 2h antes do início do curso você receberá as informações de acesso por e-mail.

De: R$ 390
Por:
R$ 330
5x sem juros no cartão de crédito

As Vagas já se esgotaram...

Mas você pode se inscrever na Lista de Espera, e caso abra uma vaga nós te avisamos:

Aparecida Vilaça é antropóloga do Museu Nacional da UFRJ e especialista em povos indígenas amazônicos. É autora de Paletó e Eu – Memórias de Meu Pai Indígena e Morte na Floresta (Todavia, 2018 e 2020), além de diversos livros acadêmicos. Nos últimos anos, vem se dedicando à pesquisa sobre literatura japonesa de autoria feminina.