Cursos passados

Cursos que já aconteceram na Escrevedeira

De muitas maneiras, a literatura sempre se nutriu do encantamento exercido pelas palavras. Desde as sereias da Odisseia e seus sons e ritmos sedutores e inebriantes, seguindo por uma extensa descendência até a produção contemporânea, na poesia como na prosa. De alguma forma, as palavras podem causar estragos ou falhas, e viagens inesperadas.

Datas

23, 30 de junho
7 e 14 de julho, quintas

Horário

19h30 às 21h30

Plataforma

Zoom

De: R$ 390
Por:
R$ 330 x sem juros no cartão de crédito

AS ARTES DO TEXTO – NOVOS TEMAS

com João Anzanello Carrascoza

É difícil escrever bem sem ser, ao mesmo tempo, um leitor assíduo e atento. Talvez porque os escritores prestam mais atenção nos recursos de análise literária, seja quando estão lendo um romance, um conto, uma crônica, um poema, ou quando estão criando os seus próprios textos.

Datas

22, 23, 24 e 30 de junho, quarta a sexta + quinta

Horário

19h30 às 21h30

Plataforma

Zoom

De: R$ 390
Por:
R$ 330 x sem juros no cartão de crédito

Atraindo um número cada vez maior de interessados desde sua publicação há mais de um século e meio, influenciando gerações de escritores e pensadores de diversas áreas, Crime e Castigo tem uma amplitude nem sempre presente para leitores de hoje.

Datas

22, 29 de junho
6, 13, 20, 27 de julho,
3 e 10 de agosto, quartas

Horário

15h às 17h

Plataforma

Zoom

De: R$ 780
Por:
R$ 660 x sem juros no cartão de crédito

BREVES E BONS – OFICINA

com Joca Reiners Terron

Augusto Monterroso, o autor de um dos menores contos já escritos (‘Quando acordou, o dinossauro ainda estava lá’), costumava dizer que o bom, se breve, é duas vezes bom. O grande – e pequenino – escritor guatemalteco também afirmava que todo autor de formas breves deseja, na verdade, escrever romances épicos. Provocações à parte, fato é que aforismos, microcontos, tuítes, recibos, cartas de amor, bilhetes suicidas, telegramas de felicitações, entre outros tipos de textos curtos, podem ser tão profundos e geniais quanto os mais caudalosos romances. Nesta oficina, os participantes são convidados a soltar a mão e a imaginação através de diferentes formas breves, praticando a literatura curta e grossa, e boa!

Datas

21, 28 de junho
5 e 12 de julho, terças

Horário

19h30 às 21h30

Plataforma

Zoom

De: R$ 390
Por:
R$ 330 x sem juros no cartão de crédito

Este novo clube de leitura da Escrevedeira convida as e os participantes a conhecer ou reler obras de literatura de ficção e de não-ficção que, de várias formas, apresentam e discutem o papel da mulher no mundo. Explorando o universo literário, a proposta é refletir juntas/os sobre como as mulheres são vistas pela sociedade, como elas se apresentam e lidam com suas próprias questões, tanto no âmbito privado quanto público. De uma perspectiva feminista, são temas de diálogo no clube o texto em si, bem como aspectos que o cercam, relativos ao momento em que foram escritos, sua recepção e impacto na sociedade e seu interesse nos dias atuais.

Datas

21 de junho, terça

Horário

19h30 às 21h

Plataforma

Zoom

Surgidos na Inglaterra há muito tempo, os clubes de leitura chegaram ao Brasil neste século XXI e já provaram ser uma forma simples e poderosa de transformação. Por meio da literatura, os clubes propiciam aos leitores um espaço democrático de escuta, fala e troca de experiências, envolvendo simultaneamente alteridade e pertencimento. Mediar um clube de leitura é também uma arte, capaz de pequenas revoluções que nos devolvem uma cota de humanidade, ampliando laços e sentidos sociais.

Datas

20, 22, 27, 29 de junho
segundas e quartas

Horário

19h às 21h

Plataforma

Zoom

De: R$ 390
Por:
R$ 330 x sem juros no cartão de crédito

Quando se considera a história do romance moderno, ninguém se arrisca a deixar de fora o nome de Virginia Woolf. O anseio da autora inglesa de reconfigurar o gênero pode ser observado inclusive nos seus diários, nas cartas e em vários de seus ensaios. O ano de 1922 representou um marco na carreira literária da autora. Com a publicação de O Quarto de Jacob, ela deixava para trás a forma mais convencional de seus dois primeiros romances e passava a adotar as técnicas modernistas e as inovações que fizeram seu nome. E em As Ondas (1931), Woolf levaria o experimentalismo ainda a outro patamar.

Datas

15, 22, 29 de junho
6, 13 de julho, quartas

Horário

15 às 17h

Plataforma

Zoom

De: R$ 490
Por:
R$ 420 x sem juros no cartão de crédito

ANNIE ERNAUX E SUA POSTURA DE ESCRITA

com Luciana Araujo Marques

A forma singular que consagrou a obra da francesa Annie Ernaux, conquistando leitores que ultrapassam em muito as fronteiras de seu país, foi alcançada por uma escolha literária radical: a ruptura não apenas com as convenções do romanesco ou de qualquer outro gênero estabelecido, como com os padrões da própria ficção.

Datas

15, 22, 29 de junho
e 6 de julho, quartas

Horário

19h30 às 21h30

Plataforma

Zoom

De: R$ 390
Por:
R$ 330 x sem juros no cartão de crédito

A chamada ficção especulativa (fantasia, ficção científica e horror) consolida cada vez mais seu lugar na literatura contemporânea. Apesar de apresentar contextos que extrapolam a realidade, ela tem muito a dizer sobre nossas sociedades. É comum encontrarmos nas obras dessa tendência discussões sobre desigualdade, preconceito, opressão e outras questões atuais. Entretanto, é frequente também a maior presença de autores brancos e protagonistas brancas, o que influi nas perspectivas desenvolvidas nas narrativas.

Datas

14, 21, 28 de junho
e 5 de julho, terças

Horário

19h30 às 21h30

Plataforma

Zoom

De: R$ 390
Por:
R$ 330 x sem juros no cartão de crédito

As artes da escrita – entre elas a poesia – e as artes visuais compartilham uma série de procedimentos e processos de criação, especialmente na definição dos espaços e no fluir do tempo. Há, por exemplo, poetas que exploram o potencial de imagens que as palavras carregam, assim como artistas que usam textos em seus trabalhos.

Datas

14, 21, 28 de junho
e 5 de julho, terças

Horário

18h30 às 20h30

Plataforma

Zoom

De: R$ 390
Por:
R$ 330 x sem juros no cartão de crédito

RESENHISTAS SELVAGENS – OFICINA

com Schneider Carpeggiani

A resenha de livros, assim como o ensaio, pode e deve ser pensada como um gênero literário à parte. Neste tipo de texto há também espaço para toda a engenhosidade de quem escreve. Não por acaso, encontramos com frequência escritores fazendo o papel de resenhistas e vice-versa. Com exercícios práticos, esta oficina é voltada para quem deseja escrever resenhas literárias que escapem dos clichês jornalísticos, refletindo sobre os limites do modelo tradicional da grande mídia e ressaltando a importância de pensar a resenha como uma obra ficcional por si só, que conquiste a atenção do leitor.

Datas

13, 20, 27 de junho
e 4 de julho, segundas

Horário

19h30 às 21h30

Plataforma

Zoom

De: R$ 390
Por:
R$ 330 x sem juros no cartão de crédito

A obra de Albert Camus alterna diferentes gêneros – ficção em prosa, teatro, ensaio – para representar, nos planos individual e histórico, as percepções do absurdo formuladas em O Mito de Sísifo, que ele mesmo definiu como ponto zero de sua literatura e de seu pensamento. 

Datas

13, 20, 27 de junho
4, 11, 18, 25 de julho
e 1 de agosto, segundas

Horário

15 às 17h

Plataforma

Zoom

De: R$ 780
Por:
R$ 660 x sem juros no cartão de crédito

livro do mês: 'Ciranda de Pedra', uma homenagem a Lygia Fagundes Telles.

Datas

11 de junho, sábado

Horário

10h30 às 12h

Plataforma

Zoom

A partir de R$ 20

Desde seu surgimento, a psicanálise se valeu da literatura para desenvolver alguns conceitos fundamentais. O caminho inverso também sempre foi importante, com a influência da psicanálise na produção de muitos escritores e artistas de outras linguagens. No Brasil, a introdução da psicanálise nos anos 1920 tem intersecções significativas com a linhagem do chamado modernismo paulista, a partir da realização da Semana de Arte Moderna. Mário de Andrade estava a par da teoria freudiana e Oswald de Andrade menciona Freud em seus manifestos. Durval Marcondes, um dos fundadores da primeira instituição psicanalítica do país, a Sociedade Brasileira de Psicanálise, publicou um poema na revista modernista Klaxon e Menotti del Pichia, participante das batalhas iniciais do modernismo, estava entre os primeiros inscritos da SBP, em 1927.

Datas

9 e 10 de junho, quinta e sexta

Horário

19h30 às 21h30

De: R$ 230
Por:
R$ 180 x sem juros no cartão de crédito

Desde seu surgimento, a psicanálise se valeu da literatura para desenvolver alguns conceitos fundamentais. O caminho inverso também sempre foi importante, com a influência da psicanálise na produção de muitos escritores e artistas de outras linguagens. No Brasil, a introdução da psicanálise nos anos 1920 tem intersecções significativas com a linhagem do chamado modernismo paulista, a partir da realização da Semana de Arte Moderna. Mário de Andrade estava a par da teoria freudiana e Oswald de Andrade menciona Freud em seus manifestos. Durval Marcondes, um dos fundadores da primeira instituição psicanalítica do país, a Sociedade Brasileira de Psicanálise, publicou um poema na revista modernista Klaxon e Menotti del Pichia, participante das batalhas iniciais do modernismo, estava entre os primeiros inscritos da SBP, em 1927.

Datas

9 e 10 de junho, quinta e sexta

Horário

19h30 às 21h30

Plataforma

Zoom

De: R$ 230
Por:
R$ 180 x sem juros no cartão de crédito

livro do mês: 'Caro Michele', Natalia Ginzburg

Datas

7 de junho, terça

Horário

19h30 às 21h

Plataforma

Zoom

A partir de R$ 20

livro do mês: 'Caro Michele', Natalia Ginzburg

Datas

6 de junho, segunda

Horário

19h30 às 21h

Plataforma

Zoom

A partir de R$ 20

ESCREVEDEIRA BOOK CLUB

com Vania Gomes

Literature is an excellent ally for those who wish to improve their English language skills. Reading and discussing good texts is a pleasant way to enrich one’s vocabulary, learn new expressions and increase comprehension of a new language. This is the proposal of Escrevedeira Book Club, where you can read and speak English.

Datas

31 de maio, terça

Horário

19h30 às 21h

À medida que o feminismo se impõe como ferramenta incontornável de compreensão da sociedade, transforma-se a maneira como concebemos as noções de sexualidade e de gênero, desnaturalizando as práticas e narrativas que lhes dão suporte. Essa transformação começa a afetar as leituras de obras literárias do nosso idioma, fazendo com que a compreensão que temos dessas questões fora dos livros se faça presente nas interpretações que fazemos deles.

Datas

31 de maio
7, 14 e 21 de junho, terças

Horário

19h30 às 21h30

Plataforma

Zoom

De: R$ 390
Por:
R$ 330 x sem juros no cartão de crédito

O novo clube de leitura da Escrevedeira convida as e os participantes a conhecer ou reler obras de literatura de ficção e de não-ficção, incluindo algumas ensaísticas, que, de alguma forma, apresentam e discutem o papel da mulher no mundo. Explorando o universo literário, a proposta é refletir juntas/os sobre como as mulheres são vistas pela sociedade, como elas se apresentam e lidam com suas próprias questões, tanto no âmbito privado quanto público. De uma perspectiva feminista, são temas de diálogo no clube o texto em si, bem como aspectos que o cercam, relativos ao momento em que foram escritos, sua recepção e impacto na sociedade e seu interesse nos dias atuais.

Datas

24 de maio, terça

Horário

19h30 às 21h

Plataforma

Zoom

Quando pensamos num romance que lemos há algum tempo, nem sempre é possível lembrar em detalhes a história contada. O mais comum é lembrarmos de um ou mais personagens marcantes. Um dos elementos básicos da ficção literária, que irradia a narrativa, o personagem é capaz de cativar o leitor e, assim, de colaborar na boa recepção de um livro. Mas como se constrói um bom personagem?

Datas

23, 30 de maio
6 e 13 de junho, segundas

Horário

19h30 às 21h30

Plataforma

Zoom

De: R$ 390
Por:
R$ 330 x sem juros no cartão de crédito

O universo mental de uma criança é, em grande medida, um mundo à parte com as características próprias de cada pessoa. Você ficava só? Vivia um mundo imaginativo forte dentro do seu quarto, dentro da sua cabeça? Era uma criança como as dos tumblrs de fotos de infância com meninos e meninas em poses engraçadas? Era uma criança desajeitada, estranha?

Datas

18, 25 de maio
1 e 8 de junho, quartas

Horário

18h às 20h

Plataforma

Zoom

De: R$ 390
Por:
R$ 330 x sem juros no cartão de crédito

As narrativas dos povos indígenas do Brasil não apenas preservam saberes e tradições ancestrais como muitas vezes servem de inspiração e guia para a criação literária. Tomando como referência inicial o conceito de ‘monomito’, também conhecido como ‘jornada do herói’, proposto por Joseph Campbell em seu livro O Herói de Mil Faces, o curso explora alguns dos mitos de origem de povos de matriz tupi e jê, mostrando sua estrutura peculiar.

Datas

18 e 19 de maio, quarta e quinta
19h30 às 21h30
20 de maio, sexta
18 às 20h
e 21 de maio, sábado
10h30 às 12h30

Horário

Plataforma

Zoom

De: R$ 390
Por:
R$ 330 x sem juros no cartão de crédito

Seja profissional ou iniciante, todo escritor tem alguns textos guardados na gaveta. Dentro deste espaço, físico ou não, são deixados não apenas primeiros esboços ou mesmo desejos de escrita que nunca se materializaram, mas também narrativas abandonadas pelo meio porque tomaram um rumo diferente do que foi imaginado de início, ou até aquelas terminadas, mas não de uma forma realmente satisfatória para o autor.

Datas

17, 24, 31 de maio
e 7 de junho, terças

Horário

19h30 às 21h30

Plataforma

Zoom

De: R$ 390
Por:
R$ 330 x sem juros no cartão de crédito

Quem se interessa pela escrita literária sabe o quanto é importante poder mostrar seu texto para outros que também escrevem e discuti-lo sob diversos aspectos, com calma e atenção. Essa é uma troca realmente produtiva, na qual muitas vezes o autor descobre coisas que nem havia percebido de início. E, de maneira complementar, a leitura crítica do texto alheio ajuda a melhorar a autoconsciência sobre a sua própria.

Datas

17, 24, 31 de maio
e 7 de junho, terças

Horário

19h30 às 21h30

Plataforma

Zoom

De: R$ 390
Por:
R$ 330 x sem juros no cartão de crédito

Surgidos na Inglaterra há muito tempo, os clubes de leitura chegaram ao Brasil neste século XXI e já provaram ser uma forma simples e poderosa de transformação. Por meio da literatura, os clubes propiciam aos leitores um espaço democrático de escuta, fala e troca de experiências, envolvendo simultaneamente alteridade e pertencimento.

Datas

16 a 19 de maio

Horário

19h às 21h

Plataforma

Zoom

De: R$ 390
Por:
R$ 330 x sem juros no cartão de crédito

Joan Didion e Janet Malcolm nasceram em 1934 e morreram em 2021. Ambas mulheres baixas, de aparência frágil, diziam tirar partido disso para observar o mundo discretamente e, depois, virar fera por escrito. Este curso explora a literatura dessas autoras, mostrando como as duas ignoraram toda e qualquer delimitação entre os gêneros literários, levando ao limite as experiências com a não ficção.

Datas

16, 23, 30 de maio
e 6 de junho, segundas

Horário

19 às 21h

Plataforma

Zoom

De: R$ 390
Por:
R$ 330 x sem juros no cartão de crédito

Lima Barreto conquistou duramente espaços para a sua literatura de temática social, com artigos e crônicas em jornais e revistas e publicando vários livros, entre eles alguns que vieram a consolidar sua importância na literatura brasileira. No entanto, depois de sua morte, em 1922, sua obra ficou relegada a segundo plano por décadas. Inicialmente recuperada por seu biógrafo Francisco de Assis Barbosa, ainda nos anos 50, nos últimos tempos desperta cada vez mais interesse, motivando respostas diversas à questão: como ler Lima Barreto hoje?

Datas

16, 23, 30 de maio
e 6 de junho, segundas

Horário

19h30 às 21h30

Plataforma

Zoom

De: R$ 390
Por:
R$ 330 x sem juros no cartão de crédito

No Brasil, Pier Paolo Pasolini é conhecido principalmente como o cineasta de filmes marcantes como Mamma Roma, Édipo Rei, Teorema, ou os da sua ‘trilogia da vida’, que inclui O Decameron. Mas Pasolini, que faria 100 anos em março deste ano, foi primeiro um escritor, poeta e romancista, e também roteirista e crítico, participando ativamente das questões polêmicas de sua época. Desde os anos 1960, sua produção chega em ondas na vida cultural brasileira, continuando agora com as novas traduções de sua poesia e de seu ‘ensaísmo de urgência’, reunido no livro Escritos Corsários, com textos que têm bastante a dizer aos tempos atuais.

Datas

16, 23, 30 de maio
e 6 de junho, segundas

Horário

19 às 21h

Plataforma

Zoom

De: R$ 390
Por:
R$ 330 x sem juros no cartão de crédito

Há bons argumentos para acreditar que a razão fundamental pela qual as pessoas leem ficção é o prazer, mesmo que seja experimentado de maneiras diversas, conforme o leitor. Nesse sentido, para alguém que quer escrever ficção, o prazer da leitura pode ser visto tanto como ponto de partida (pois é dele que nasce a vontade de escrever) quanto de chegada (pois é nele que a escrita quer chegar).

Datas

14, 21, 28 de maio
e 4 de junho, sábados

Horário

14h30 às 16h30

Plataforma

Zoom

De: R$ 390
Por:
R$ 330 x sem juros no cartão de crédito

livro do mês: 'Dilúvio das Almas', Tito Leite.

Datas

14 de maio, sábado

Horário

10h30 às 12h

Plataforma

Zoom

A partir de R$ 20

LITERATURA PELA CIDADE

com Mauro Calliari

Na história da literatura, nunca faltaram escritores-caminhantes. Mas a escrita de alguém que anda pelos bosques do interior de Massachusetts não é a mesma de quem, por exemplo, percorre as ruas da Paris do séc. XIX. A partir dessa constatação, o curso faz uma exploração das cidades na literatura, lendo e discutindo trechos de autores que fizeram da caminhada uma verdadeira poética da escrita.

Datas

12, 19, 26 de maio
e 2 de junho, quintas

Horário

18 às 20h

Plataforma

Zoom

De: R$ 390
Por:
R$ 330 x sem juros no cartão de crédito

Nenhuma vida pertence inteiramente a si mesma, mas existem aquelas que se tornam um emblema. É o caso de Pagu, famoso apelido de Patrícia Galvão, autora de poemas, do romance Parque Industrial, que, sob pseudônimo, publicou em 1933, escrevendo também sobre literatura e arte na imprensa, já nos anos 50. Além de escritora, ela foi tradutora, desenhista, musa antropofágica, jornalista, mãe, militante comunista, feminista avant la lettre.

Datas

12, 19, 26 de maio
e 2 de junho, quintas

Horário

18 às 20h

Plataforma

Zoom

De: R$ 390
Por:
R$ 330 x sem juros no cartão de crédito

O romance é um gênero literário em permanente convulsão. Inúmeras vezes já soube se reinventar, alterando seus elementos principais para tornar-se algo novo e inesperado. A linguagem, a voz do narrador, o uso do tempo, o retrato do espaço, a composição dos personagens, tudo se transformou imensamente ao longo dos séculos.

Datas

11, 18, 25 de maio
1, 8, 15, 22 e 29 de junho, quartas

Horário

19h30 às 21h30

Plataforma

Zoom

De: R$ 780
Por:
R$ 660 x sem juros no cartão de crédito

Como podemos relacionar as obras de autores tão diversos como Jorge Luís Borges, Georges Perec, Italo Calvino, Lewis Carroll ou Miguel de Cervantes, considerando o uso que fazem de estruturas e jogos matemáticos? Nesses e em outros autores, a arte literária e a imaginação matemática têm mais coisas em comum do que supomos, abrindo muitas possibilidades, como a criação de textos segundo procedimentos previamente estabelecidos, diferentes fatores combinatórios e mesmo a utilização de materiais já existentes.

Datas

5, 12, 19 e 26 de maio, quintas

Horário

19h30 às 21h30

Plataforma

Zoom

De: R$ 390
Por:
R$ 330 x sem juros no cartão de crédito

livro do mês: 'A Vida Pela Frente', Émile Ajar(Romain Gary)

Datas

3 de maio, terça

Horário

19h30 às 21h

Plataforma

Zoom

A partir de R$ 20

livro do mês: 'A Vida Pela Frente', Émile Ajar

Datas

2 de maio, segunda

Horário

19h30 às 21h

Plataforma

Zoom

A partir de R$ 20

Um dos pontos mais polêmicos no debate atual sobre o modernismo brasileiro, principalmente nas obras de escritores e artistas como Mário de Andrade, Oswald de Andrade, Tarsila do Amaral ou Di Cavalcanti é o lugar da questão racial em suas rupturas artísticas e propostas políticas. É comum a Semana de Arte Moderna e seus desdobramentos serem tomados como inauguradores da representação de sujeitos negros como símbolos de identidade nacional, inclusive em imagens afirmativas dos afrodescendentes no Brasil.

Datas

26 de abril
3, 10, 17 de maio, terças

Horário

19h30 às 21h30

Plataforma

Zoom

De: R$ 390
Por:
R$ 330 x sem juros no cartão de crédito

O clube de abril discute As Alegrias da Maternidade, da nigeriana Buchi Emecheta, lançado originalmente em 1979. Com mais de 20 obras publicadas em diversas línguas em todo o mundo, três delas já editadas no Brasil, Emeta foi apresentada aos leitores de muitos países por ninguém menos que Chimamanda Ngozi Adichie, grande admiradora do seu trabalho.

Datas

26 de abril, terça

Horário

19h30 às 21h

Plataforma

Zoom

Esta oficina de roteiro de filmes e séries oferece um atendimento individualizado, aproveitando o caminho consagrado nas oficinas de escrita literária, onde o domínio da técnica é tão importante quanto o aparecimento da voz individual e o aprofundamento estético.

Datas

25 de abril a 15 de agosto, segundas

Horário

9 às 11h30

Plataforma

Zoom

De: R$ 2100
Por:
R$ 1800 x sem juros no cartão de crédito

A busca pela própria voz dentro do processo de escrever é, sem dúvida, um percurso individual. Entretanto, para quem procura aprimorar a sua escrita, a disposição para a prática orientada e as trocas proporcionadas pelo ambiente de grupo têm muito a contribuir no desenvolvimento da liberdade artística e no aprofundamento estético.

Datas

22, 29 de abril
6 e 13 de maio, sextas

Horário

18 às 20h

Plataforma

Zoom

De: R$ 390
Por:
R$ 330 x sem juros no cartão de crédito

EU É UM OUTRO – OFICINA

com Veronica Stigger

Em uma carta para seu professor Izambard, o poeta Arthur Rimbaud escreveu uma curiosa sentença: ‘Eu é um outro’. A frase, que se tornaria famosa, pode ser considerada uma espécie de cifra de questões importantes e bastante atuais no universo da escrita literária de qualquer gênero, ou mesmo fora de suas balizas.

Datas

19, 26 de abril
e 3, 10 de maio, terças

Horário

19 às 21h

Plataforma

Zoom

De: R$ 390
Por:
R$ 330 x sem juros no cartão de crédito

ESCRITAS SUBVERSIVAS

com Luci Collin

Em um de seus filmes ensaísticos, o inquieto cineasta Jean-Luc Godard aparece em pessoa e faz uma reflexão que pode ser resumida na seguinte fórmula: a cultura é a regra, a arte é a exceção.

Datas

18, 25 de abril
2, 9, 16 e 23 de maio, segundas

Horário

19h30 às 21h30

Plataforma

Zoom

De: R$ 730
Por:
R$ 600 x sem juros no cartão de crédito

Um dos pensadores mais originais e proféticos do século XX, com um olhar aguçado para as transformações artísticas, políticas e sociais da sua época – de que, aliás, ainda somos herdeiros –, Walter Benjamin também escreveu ensaios importantes de crítica literária, além de textos autorais que tangenciam a literatura. Franz Kafka, Nikolai Leskov, Marcel Proust e seu amigo pessoal Bertolt Brecht estão entre os escritores que ele analisou, valorizando o potencial libertário da literatura como criadora de novas experiências de mundo.

Datas

14, 28 de abril
12 e 19 de maio, quintas

Horário

17h30 às 19h30

Plataforma

Zoom

De: R$ 390
Por:
R$ 330 x sem juros no cartão de crédito

JORNALISMO CULTURAL – FONTES E FORMAS

com Sérgio Martins, Bráulio Lorentz e Jerônimo Teixeira

Assim como às vezes acontece na escrita de reportagens, a produção de textos no jornalismo cultural pode tangenciar a linguagem da chamada não ficção literária, e até empregar técnicas da narrativa de ficção. Mas a cobertura do mundo da cultura tem lá suas características próprias e, na hora da prática, não é raro surgir algumas dúvidas.

Datas

13, 20, 27 de abril
e 4 de maio, quartas

Horário

19h30 às 21h30

Plataforma

Zoom

De: R$ 390
Por:
R$ 330 x sem juros no cartão de crédito

Existem coisas que só conseguimos contar por escrito. Por essa razão, muita gente gostaria de escrever suas histórias, sejam elas fictícias, reais ou localizadas em um vasto meio-do-caminho. Para ajudar você a, finalmente, colocar suas histórias no papel, esta oficina trabalha com dois princípios.

Datas

12, 19 de abril
3, 10, 17, 24 e 31 de maio,
7 de junho, terças

Horário

19 às 21h

Plataforma

Zoom

De: R$ 780
Por:
R$ 660 x sem juros no cartão de crédito

Obra-prima incontornável, lançada em 1984 pelo baiano João Ubaldo Ribeiro, o romance Viva o Povo Brasileiro mantém o fôlego por cerca 600 páginas e tem aquele tipo de ambição vertiginosa que a literatura do século 21 às vezes parece não comportar.

Datas

12, 19, 26 de abril
3, 10, 17, 24 e 31 de maio, terças

Horário

18 às 20h

De: R$ 780
Por:
R$ 660 x sem juros no cartão de crédito

Muitas décadas depois de encerrada a sua carreira, o nome de Clarice Lispector é uma unanimidade, fascinando quem toma contato com livros como Perto do Coração Selvagem, A Paixão Segundo G.H. ou A Hora da Estrela, mas também por conta das particularidades de sua persona pública, que aparecem nas crônicas, na correspondência e em outros de textos. Dadas as potencialidades da sua escrita, pode-se dizer que seguimos ‘no raiar de Clarice Lispector’ – emprestando, em outro contexto, uma expressão de Antonio Candido.

Datas

12, 19, 26 de abril
e 3 de maio, terças

Horário

19h30 às 21h30

Plataforma

Zoom

De: R$ 390
Por:
R$ 330 x sem juros no cartão de crédito

Mediar um clube de leitura é também uma arte, capaz de pequenas revoluções que nos devolvem uma cota de humanidade, ampliando laços e sentidos sociais. Destacando a abordagem literária, a preparação do trabalho de mediação e as dinâmicas das rodas de leitura, esse módulo introdutório alia teoria, prática e metodologia dialógica para quem deseja se conectar ao movimento de mediação de clubes de leitura.

Datas

11, 13, 25 e 27 de abril, segundas e quartas

Horário

19 às 21h

Plataforma

Zoom

De: R$ 390
Por:
R$ 330 x sem juros no cartão de crédito

Nunca faltaram figuras paternas marcantes na literatura. Do Pai bíblico ao pai destinatário de Kafka em Carta ao Pai; ou do pai aprendiz de Cristovão Tezza, em O Filho Eterno, ao pai que explora os moçambicanos em Caderno de Memórias Coloniais, de Isabela Figueiredo, a caracterização da figura do pai assume feições diversas, geralmente acompanhando as transformações da sociedade e da cultura.

Datas

6, 8, 11 e 13 de abril, quarta, sexta, segunda e quarta

*dia 6, excepcionalmente, o curso começará às 20h.

Horário

18 às 20h

Plataforma

Zoom

De: R$ 390
Por:
R$ 330 x sem juros no cartão de crédito