QUANDO O REAL É O FICCIONAL – OFICINA

QUANDO O REAL É O FICCIONAL – OFICINA

com Micheliny Verunschk

Por que escrevemos diários? E por que, como voyeurs privilegiados, nos lançamos a essa leitura íntima, confessional e que muitas vezes, em igual medida, flerta e foge da condição de texto literário? Essas perguntas são o ponto de partida para este misto de curso e oficina que tem, entre seus objetivos, a investigação dos diferentes tipos de diário (e seus pactos e fricções com o real e o ficcional). Nesse percurso, acompanharemos as metamorfoses da escrita diarística em textos selecionados de autoras como Maria Gabriela Llansol, Virginia Woolf e Susan Sontag, além de atravessamentos literários como o Caderno Proibido, da autora italiana Alba de Céspedes. A partir da leitura e discussão desses textos a oficina propõe ao participantes exercícios de escrita.

Datas

30 de junho
7, 14 e 21 de julho, quintas

Horário

19h30 às 21h30

Plataforma

Zoom

Atenção: Até 2h antes do início do curso você receberá as informações de acesso por e-mail.

De: R$ 390
Por:
R$ 330
5x sem juros no cartão de crédito

As Vagas já se esgotaram...

Mas você pode se inscrever na Lista de Espera, e caso abra uma vaga nós te avisamos:

Micheliny Verunschk é escritora, mestre em Literatura e Crítica Literária e doutora em Comunicação e Semiótica pela PUC-SP. É autora de, entre outros, Geografia Íntima do Deserto (Landy, 2003), O Som do Rugido da Onça (Companhia das Letras, 2021) e Desmoronamentos (Martelo, 2022).