O PENSAMENTO INDÍGENA: OUTRAS FORMAS DE LITERATURA

O PENSAMENTO INDÍGENA: OUTRAS FORMAS DE LITERATURA

com Carola Saavedra

A arte e a literatura indígenas, com narrativas de diversos povos originários, vêm progressivamente se tornando mais presentes na sociedade brasileira de várias maneiras, inclusive em exposições, feiras literárias e catálogos de grandes editoras. Esse processo, fruto de um histórico de reivindicações, passa pela necessária revisão de antigas noções de identidade nacional, assumindo uma perspectiva verdadeiramente pluricultural.

Compreender o alcance dessas narrativas é também uma oportunidade de repensar o país e sua produção artística e literária. Nesse sentido, as práticas indígenas apontam para outras formas de fazer literatura, em um universo menos centrado no sujeito, na palavra escrita e na linearidade, e mais voltado para uma escrita do corpo e da natureza. Em quatro encontros, o curso apresenta e discute textos e outras obras de procedência indígena, possibilitando imaginar novas formas de escrita, repensar os gêneros literários e os modos de olhar para o mundo e para a própria subjetividade.

Datas

13, 20, 27 de janeiro
e 3 de fevereiro, quintas

Horário

17 às 19h

Plataforma

Zoom

Atenção: Até 2h antes do início do curso você receberá as informações de acesso por e-mail.

De: R$ 390
Por:
R$ 330
5x sem juros no cartão de crédito

As Vagas já se esgotaram...

Mas você pode se inscrever na Lista de Espera, e caso abra uma vaga nós te avisamos:

Carola Saavedra é escritora, doutora pela UERJ, professora e pesquisadora do Instituto Luso-Brasileiro da Universidade de Colônia, na Alemanha. Autora de Flores Azuis (2008), Paisagem com Dromedário (2010) e Com Armas Sonolentas (2018), romances editados pela Companhia das Letras e traduzidos para o inglês, francês, espanhol e alemão, desenvolve pesquisa no projeto 'O pensamento das margens: arte e literatura indígena e afro-brasileira', apoiado pela Fundação Thyssen.