Menu
ESTAR EM CASA – OFICINA LITERÁRIA

ESTAR EM CASA – OFICINA LITERÁRIA

com Evelyn Blaut

Como escreveu Emily Dickinson, ‘Não é preciso ser um quarto para estar assombrado./ Nem é preciso ser uma casa./ A mente tem corredores que ultrapassam / qualquer lugar concreto’. A oficina explora temas relacionados a este espaço de habitação, permanência, regresso, confinamento e espera, que pode nos envolver tanto numa atmosfera de pertencimento, quanto na ideia de claustro, de estranho ou de estrangeiro. Partindo de alguns poemas de ‘Estar em Casa’, último livro de Adília Lopes, e de ‘Como se Fosse a Casa’, de Ana Martins Marques e Eduardo Jorge, e ainda com outros textos à mão – de Anne Sexton, Virginia Woolf, Noemi Jaffe, Gaston Bachelard e Giorgio Agamben –, os participantes são estimulados a escrever textos curtos (contos, mini-contos, poemas) e/ou textos híbridos a partir de trechos selecionados desses autores e de outros gatilhos propostos durante a oficina. 

Datas

13, 20, 27 de janeiro
e 3 de fevereiro, quartas

Horário

19h às 21h

Atenção: Até 2h antes do início do curso você receberá as informações de acesso por e-mail.

De: R$ 390
Por:
R$ 330 4x sem juros no cartão de crédito

Inscrições encerradas

Evelyn Blaut é doutora pela Universidade de Coimbra em Literatura de Língua Portuguesa e, na mesma área, desenvolve pesquisa de pós-doutorado na Universidade de São Paulo. Autora de 'As Dezenove Regras do Romance Policial' (Demônio Negro, 2018) e 'O Desejo de Esquecer: Gonçalo M. Tavares e a Epopeia' (7Letras, 2020), além de outros livros e artigos dedicados à ficção contemporânea, também trabalha como tradutora.