Menu
ESCRITO EM VOZ ALTA – LEVES E BELAS TRANSGRESSÕES DE MANOEL DE BARROS

ESCRITO EM VOZ ALTA – LEVES E BELAS TRANSGRESSÕES DE MANOEL DE BARROS

com Ondjaki

Na maioria das vezes, escritores são também excelentes leitores. Entretanto, nem sempre temos a oportunidade de ouvi-los falar sobre seus autores favoritos, coisa que fazem com paixão e conhecimento de causa. Quando isso acontece, ficamos sabendo mais sobre as duas partes, e por um caminho que torna as obras de ambos ainda mais presente. Essa é a ideia que anima ‘Escrito em Voz Alta’, a nova série de encontros da Escrevedeira, em que autores contemporâneos de diversos gêneros abordam verticalmente a obra de outros colegas de ofício. Quem abre a série é o multitalentoso escritor angolano Ondjaki, lendo e comentando poemas escolhidos de Manoel de Barros, autor de obras surpreendentes, em que palavras, lugares, animais, gentes e coisas, ou ‘pré-coisas’, como intitula um de seus livros, parecem falar uma mesma língua inaugural.

Datas

23 e 24 de novembro, segunda e terça

Horário

17h às 19h

Plataforma

Zoom

Atenção: Até 2h antes do início do curso você receberá as informações de acesso por e-mail.

R$ 200

Inscrições encerradas

Ondjaki reside em Luanda, Angola. Doutor em Estudos Africanos pela Università di Napoli L’Orientale, Itália, é prosador e poeta, com mais de duas dezenas de livros publicados e traduzidos em diversas línguas, escrevendo também para cinema. Recebeu vários prêmios, como APE – Conto (Portugal, 2007), Jabuti Juvenil (Brasil, 2010), José Saramago (Portugal, 2013) e Littérature-Monde AFD (França, 2016). Seu romance mais recente é O Livro do Deslembramento (Caminho, 2020).

Manoel de Barros (1916 – 2014) foi um poeta brasileiro, considerado pela crítica um dos mais importantes do país e com enorme reconhecimento de público. É autor de mais de uma dezena de livros, entre eles O Guardador de Águas (Record, 1989, Prêmio Jabuti) e Livro sobre Nada (Record, 1996, Prêmio Nestlé de Poesia).