A LUTA CONTRA OS CLICHÊS

A LUTA CONTRA OS CLICHÊS

com Cíntia Moscovich

Fruto do hábito, das circunstâncias históricas e até de nossas próprias leituras, os clichês — lugares-comuns, chavões, frases feitas — são úteis e às vezes engraçados, quando o objetivo é a comunicação cotidiana. Seu uso na literatura, entretanto, tem efeitos diferentes. Quando quem escreve, iniciante ou não, está em busca de sua melhor expressão, o clichê, esquivo e sedutor, pode trair a intenção do autor, comprometendo um texto elaborado com todo o capricho.

Para aparelhar os interessados por literatura e amantes da arte de forma geral, a escritora Cíntia Moscovich destaca neste curso os principais chavões da linguagem e das estruturas narrativas, aquelas construções nem sempre percebidas à primeira vista, já que os clichês tendem a se tornar expressões automatizadas. Com um breve apanhado histórico sobre o ‘kitsch’ e o uso de clichês também no cinema, na música e nas redes sociais, os participantes têm a oportunidade de fazer uma imersão atenta no mundo da banalidade, inclusive exercitando escrever propositalmente o pior texto que já terão produzido.

Datas

18, 25 de agosto
1 e 15 de setembro, quintas

Horário

19h30 às 21h30

Plataforma

Zoom

Atenção: Até 2h antes do início do curso você receberá as informações de acesso por e-mail.

De: R$ 430
Por:
R$ 360
5x sem juros no cartão de crédito

Inscrições abertas

Cíntia Moscovich é mestre em Teoria Literária, escritora e jornalista. Além de participar de diversas antologias no Brasil e no exterior, é autora de Duas Iguais – Manual de Amores e Equívocos Assemelhados (L&PM, 1998, Prêmio Açorianos de Literatura), Por Que Sou Gorda, Mamãe? (Record, 2006) e Essa Coisa Brilhante Que É a Chuva (Record, 2012, Prêmios Portugal Telecom e da Biblioteca Nacional), entre outros títulos. Seus livros foram traduzidos e publicados também em países como Portugal, Espanha e Itália.