A LITERATURA E O MAL NA ERA DIGITAL

A LITERATURA E O MAL NA ERA DIGITAL

com Jean Wyllys

Um dos desafios da vida contemporânea é o enfrentamento do mal, envolvendo, entre outras coisas, discursos de ódio, notícias falsas, teorias conspiratórias, cyberbullying, racismo e homolesbotransfobia na era digital. A linguagem literária e sua potência simbólica específica pode ser um aliado na compreensão desse contexto de vigilância tecnológica, controle de dados e dinâmicas de poder propiciados pelas novas tecnologias de comunicação.

Este curso oferece uma reflexão atualizada sobre essas questões, valendo-se do cruzamento das ciências humanas e da filosofia com obras literárias, em especial O Conto da Aia, de Margaret Atwood, que apresenta uma sociedade distópica, mantendo muitos pontos de contato com a situação que vivemos.

Durante os quatro encontros online, outros autores, como Machado de Assis e Fernando Bonassi, serão discutidos em associação com ideias de pensadores como Hannah Arendt e Byung-Chul Han e com a ampla experiência do próprio Jean Wyllys, no jornalismo, na política, na pesquisa sobre as relações entre a desinformação programada e a ascensão de governos autoritários, assim como no ativismo pelos direitos humanos.

Datas

30 de julho a 20 de agosto, terças

Horário

19h30 às 21h30

Plataforma

Google Meet

Atenção: Se este for um curso na modalidade Online, até 2h antes do início do curso você receberá as informações de acesso por e-mail.

R$ 450 5x sem juros no cartão de crédito

Inscrições abertas

Jean Wyllys é mestre em Letras e Linguística pela UFBA, doutorando em Ciência Política na Faculdade de Direito e Ciência Política da Universidade de Barcelona, pesquisador da Open Society Foundation sobre desinformação e política e professor-visitante no Afro-Latin American Research Institute do Hutchins Center da Harvard University, nos EUA. Exerceu dois mandatos consecutivos como deputado federal e é autor de cinco livros, sendo o mais recente O Que Não Se Pode Dizer (com Marcia Tiburi, Civilização Brasileira, 2022).